Urgente: Iraque e forças apoiadas pelo Irã lançam ofensiva contra curdos em Kikurk

Com informações de Kurdistan24.net, Kurdistan24.net [2]ANF English e ANHA Hawhar News Agency,

Forças iraquianas e as Forças de Mobilização Popular (PMF – em árabe, Hashd Al-Shaabi), organização militar xiita apoiada pelo Irã, lançaram um ataque na noite de domingo na cidade de Kirkuk, Iraque, controlada pelos curdos, de acordo com o Conselho de Segurança Regional do Curdistão (KRSC).

As duas fações aramadas avançaram sobre Taza Khurmatu, sul de Kirkut, às 23:30, horário local, com o objetivo de tomar o controle da base militar “K1” e campos de petróleo, conforme declaração do KRSC.

Tropas iraquianas chegam a Kirkuk

A declaração também menciona que às 02:30 da manhã, forças iraquianas abriram fogo contra unidades Peshmerga entre Taza e Kiruk; as unidades iraquianas foram identificadas utilizando equipamentos militares estadunidenses contra os curdos, que também são aliados dos EUA.

“Forças Peshmerga destruíram ao menos cino Humvees fabricados pelos EUA utilizados pela PMF. As Peshmerga continuarão defendendo o Curdistão, seu povo e seus interesses”, alegou o KRSC.

Tal escalada de tensão entre as forças iraquianas e as PMF nas proximidades de Kirkuk é resultado da reação de Bagdá ao referendo de independência curdo realizado mês passado.

A conta oficial do governo iraquiano no Twitter declarou que “O comandande-em-chefe @HaiderAlAbadi instruiu o Exército Iraquiano, a Polícia Federal e o CTS a defender as bases e instações federais na província de Kirkut”. A Turquia, por sua vez, emitiu nota de apoio à operação militar contra os curdos.

No curso da crise em Kirkuk, comandantes Pesmerga se reuniram com comandantes da coalizão internacional liderada pelos EUA em Erbil, segundo fonte do Ministério dos Pesmerga informou ao canal “Kurdistan 24”.

Forças iraquianas reivindicaram terem tomado o controle da base militar K1 no oeste de Kirkuk.

Resistência popular

Milhares de pessoas se levantaram na manhã dessa segunda para defender a cidade no caso de uma invasão pelas forças iraquianas, e exigem que eles não entrem no centro da cidade.

Twitters de curdos, jornalistas e pessoas que estão na região dão conta que as forças do partido PUK, Partido da União do Curdistão, o segundo maior partido curdo do Iraque, que tem uma linha social-democrata e que é alinhado com o Irã, se evacuaram da cidade sem apresentar nenhuma resistência. Na rede social, é possível acompanhar diversas postagens criticando e chamando de “traição” essa evacuação que o partido teria realizado na cidade. Mas, em contrapartida, Kosret Resûl, líder do PUK, declarou oficialmente que eles irão defender Kirkuk: “não queremos iniciar uma guerra, mas vamos defender nós mesmos”, diz a declaração.

Clima é tenso e civis se juntam a militares curdos para defender a cidade

Repercussão No Twitter

Presença do PKK e HPG

Seguindo ainda as postagens sobre a situação na província de Kirkuk, informações também dão conta de que forças HPG, que são o destacamento armado do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão), partido curdo da Turquia, revolucionário de extrema-esquerda e que é alinhado com o PYD (Partido da União Democrática, que luta contra o ISIS e promove a revolução social confederalista democrática no curso da guerra da Síria), chegaram ao local para somarem à resistência à tomada da cidade. Segundo a agência de notícias ANF, as forças HPG emitiram uma chamada para que aqueles que queiram “defender Kirkuk”, que se aderissem às fileiras de resistência.

Civis de unem às forças HPG, do PKK, para defenderem a cidade

 

Civis de unem às forças HPG, do PKK, para defenderem a cidade
Facebook Comments

P.A Gatti

Interessado no Oriente Médio e na questão curda em especial, posto eventualmente no Coyote sobre esses e outros assuntos políticos.

Um comentário em “Urgente: Iraque e forças apoiadas pelo Irã lançam ofensiva contra curdos em Kikurk

Os comentários estão desativados.