Relato: Charlottesville

Publicado por Redneck Revolt em 12 de Agosto de 2017

 

A situação nas ruas em Charlottesville, Virgínia, ainda está em desenvolvimento e instável, mas alguns dos membros do Redneck Revolt nas ruas gastaram algum tempo para providenciar o seguinte relato. Nós vamos continuar a compartilhar atualizações assim que elas estiverem disponíveis.

 

Para aqueles que ainda não sabem, esse fim de semana houve a maior convergência da extrema direita e de organizações  nacionalistas/supremacistas brancas na história recente dos EUA. elas foram a Charlottesville, uma cidade de aproximadamente 48000 pessoas, como resposta  a uma remoção de uma estátua do General confederado Robert E. Lee, no início deste ano o autodescrito nacionalista branco Richard Spencer liderou uma marcha com tochas para a estátua, com a intenção de  aterrorizar os locais que apoiam a remoção da estátua, particularmente os negros.

 

Nesse fim de semana a tensão aumentou com um evento chamado “Unite the Right”(“unir a direita”) organizado para reunir grupos supremacistas brancos de todo o espectro(da direita). Participaram grupos e personalidades supremacistas brancos como Richard Spencer, Matthew Heimbach do Traditionalist Workers Party, Baked Alaska, Based Stickman, Augustus Invictus, Mike Enoch, Proud Boys, A Ku Klux Klan e grupos Nazistas.

 

Moradores e membros das comunidades vizinhas foram para Charlottesville para protestar contra a manifesta do “Unite the Right”, e para defender sua cidade de futuras investidas supremacistas brancas. Cinco unidades do Redneck Revolt de cidades vizinhas estiveram nas ruas em Charlottesville desde ontem, trabalhando junto com a Socialist Rifle Association, Black Lives Matter, e militantes locais para proteger a comunidade local.

 

Na noite passada, o Dr. Cornel West e vários religiosos locais convocaram para um culto na st. Paul Memorial Church em Charlottesville. Membros armados do Redneck Revolt estavam preparados para apoiar na segurança, quando chegou a notícia de que mais de 300 supremacistas brancos estavam marchando com tochas pelo campus da Universidade da Virgínia em direção á igreja. Do outro lado da rua da igreja, a marcha fascista encontrou vários antifascistas e estudantes, e explodiu um conflito. Membros do Redneck Revolt apoiaram escoltando as pessoas da igreja para dentro de seus carros, e todos foram evacuados em segurança.

Hoje com outra centena de supremacistas brancos é esperada em Charlottesville, nossas unidades do Redneck Revolt trabalharam junto aos militantes locais para criar uma área segura no Justice Park, a uma pequena distância do local planejado para a concentração do “Unite the Right”, Emancipation Park(antigo Lee Park). Aproximadamente 20 membros do Redneck Revolt criaram um perímetro de segurança envolta do parque, a maioria deles carregando rifles táticos.

 

Desde o início da manhã houveram erupções de violência espalhadas pelo centro da cidade, por volta das 11:30 da manhã, o governador do estado da Virgínia declarou estado de emergência e ordenou que a polícia cancelasse e evacuasse o “Unite the Right”. A Guarda Nacional e a polícia local trabalharam para conter a violência dispersa, com pouco efeito.

 

Durante o dia, a área segura no Justice Park era um oásis de segurança para um grande número de manifestantes e outros membros da comunidade. Grupos de apoio providenciaram comida, água, assistência médica, apoio e asilo, e grupos como os Quakers,Black Lives Matter, grupos antifa, grupos queer radicais, e a IWW se moviam indo e vindo do Justice Park, de acordo coma necessidade de reagrupar e cuidar dos feridos.

 

Em vários momentos durante o dia, grupos de supremacistas se aproximaram do Justice park, mas  em cada vez, membros do Redneck Revolt formaram uma linha de  defesa, e os supremacistas brancos bateram em retirada. A maioria dos grupos não era facilmente identificável, contingentes do Identity Evropa e dos Proud boys foram reconhecidos. Os grupos que ameaçaram o parque gritaram ofensas raciais e homofóbicas, e muito gritaram com os grupos do Redneck Revolt o que indicou que eles conheciam nosso princípios.Alguns dos grupos que se aproximaram tinham cerca de 40 pessoas, mas a segurança do Justice Park não foi violada.

O pior momento de todo o fim de semana de violência supremacista branca aconteceu quando alguém jogou seu Dodge Charger em um grupo de manifestantes antirracistas. Uma mulher de 32 anos foi morta e cerca de 19 outras pessoas foram feridas. A batida e os gritos foram ouvidos pelos grupos que estavam no Justice Park, e dois membros do Redneck Revolt correram rua abaixo a ajudaram no socorro médico.

 

Haviam ações de segurança planejadas para a noite para proteger grupos e lugares que estavam em  risco de ser atacados pelos fascistas, e nossos membros do Redneck Revolt na rua vão continuar  a checar se eles continuam com essa chance. Nossos camaradas da SRA são especialmente hábeis para guardar e manter amplas redes de defesa junto conosco.

 

Para as pessoas que querem ajudar, há vários arrecadadores de fundos  procurando recursos jurídicos e médicos para manifestantes anti-racistas. Nós não fomos capazes de verificar esses recursos ainda, mas nós agradecemos cada um dos moradores que possa verificá-los. Esses arrecadadores de fundos foram compartilhados na nossa página nacional do Facebook, e nós vamos adicioná-los ao nosso relato assim que eles forem verificados.

 

Se você está em Charlottesville, por favor entre em contato com outros membros da comunidade e crie planos para manter uns aos outros seguros. Pessoas que se sentirem em risco são encorajadas a ficarem  em grupos, e avisarem regularmente os membros da comunidade que podem estar mais isolados. Tomem precauções se forem ao centro da cidade, e estejam atentos se ainda houverem relatos de grupos fascistas circulando por lá tentando agredir  as pessoas. Nós recomendamos que fiquem armados se puderem. Há muitas opções não-letais que podem te ajudar bastante em uma situação defesa pessoal, como um porrete. Tirem algum tempo para comer, beber água e descansar. Solidariedade!

Facebook Comments

Kaique Pimentel

cozinheiro, propagandista, rabisca uns textos de vez em quando....