6 grupos terroristas cristãos sobre os quais ninguém te contou

Observando a cobertura da mídia corporativa sobre terrorismo pelo mundo, parece que o terrorismo religioso é uma exclusividade do Islã.

Mas, existem grupos terroristas das mais variadas posições religiosas, nos mais variados países do mundo. Há terroristas budistas em Myanmar, há terroristas Hindus na índia e há terroristas Cristãos.

O terrorismo cristão tem várias formas: do separatista de grupos paramilitares como o “Exercito de Resistência do Senhor” do norte de Uganda, liderado por Joseph Kony (se lembram dele?) aos ataques à médicos e pacientes de clinicas de aborto praticados por diversas organizações nos Estados Unidos da América. Por mais que pastores, padres e fiéis neguem, o terrorismo cristão existe, está ativo e ceifa centenas de milhares de vidas pelo mundo.

1- Army of God (EUA):

Formado em agosto de 1982, nos Estados Unidos, é responsável por vários casos de violência antiaborto e contra LGBTs.

Nesse mesmo ano, três homens se declarando parte do “Exercito de Deus” sequestraram o médico Hector Zevallos e sua esposa Rosalee Jean, e também em 1982, mais três homens, se declarando como a “divisão da costa oeste” do AOG, explodiram 7 clinicas que realizavam abortos seguros .

Em 1993, Shelly Shannon, membro ativo do Army of god, foi considerado culpado da tentativa de assassinato do Dr. George Tiller. Nesse mesmo ano, funcionários da polícia encontraram o Manual do Exército de Deus, um guia tático de incêndio criminoso, ataques químicos, invasões e bombardeios enterrados no quintal de Shannon. O AOG assumiu a responsabilidade pelo bombardeio de 1997 executado por Eric Robert Rudolph contra algumas clínicas de aborto em Atlanta e Birmingham, além de um bar de lésbicas em Atlanta.

Em 1994, o AOG assumiu um atentado contra uma clinica da Planned Parenthood (um programa que provê estrutura de saúde reprodutiva e métodos contraceptivos) em Brookline Massashusets, matando as recepcionistas Shannon Lowney e Lee Ann Nichols. John C. Salvi foi exaltado em comunicados do AOG como um martir cristão, e as vitimas colocadas como infiéis que tiveram o que mereciam. Clayton Wagner, alegando agir em nome do “Virginia Dare Chapter” do AOG, enviou mais de 500 cartas contendo pó branco para 280 provedores de aborto seguro em 2001. As cartas diziam que o pó era antraz. Embora seus ataques não tenha sido identificados como ataques reais , Wagner aproveitou o medo do público da guerra biológica surgido no vácuo de ataques de antraz recentes. O grupo também é associado a uma série de outros ataques à clínicas de aborto seguro, incluindo incêndios e assassinatos. Alguns dos responsáveis ​alegaram alguma associação com o AOG; em outros casos, enquanto os assassinos não expressaram nenhuma afiliação com o grupo, o AOG endossou seus atos e retomou sua causa, afirmando que qualquer ação que impeça o aborto é justificada.

2- Igreja de Deus Todo Poderoso (China)

Surgiu em 1990, na província de Henan, na China, a Igreja de Deus Todo Poderoso acredita que o fim o mundo está próximo, e que o dever de seus fieis é matar quantos demônios for possível até lá, e que deus voltará ao mundo na forma de uma mulher chinesa.

Mesmo essa crença não afasta a Igreja de Deus Todo Poderoso da violência extrema contra a mulher pois, em maio de 2014, seus fieis mataram uma mulher chamada Wu Shuoyan a pancadas, quando ela se recusou a entregar seu numero de telefone para eles.

Nem outros grupos cristãos estão a salvo da violência da IDTP: 34 membros de outro grupo cristão chinês chamado “Comunhão do Evangelho da China” foram sequestrados e mantidos reféns por cerca de 2 meses , em 2002.

 

 

3- Exercito de Resistência do Senhor (Uganda)

Provavelmente vocês ouviram falar bastante sobre Joseph Kony por volta de 2012, graças á campanha “KONY2012” da ONG Invisible Children.

O que não ouviram falar é que o Grupo liderado por ele, o Exercito de Resistência do Senhor, é um grupo para militar de orientação cristã.

O ERS é um grupo sectário cristão, surgido no norte de Uganda em 1987, e Joseph Kony, principal representante, se proclama “porta voz” de Deus e um médium que recebe orientações do Espirito Santo.

O grupo é baseado no cristianismo apocalíptico e pretende instaurar uma teocracia em Uganda, tendo por base os 10 mandamentos e a tradição tribal Acholi.

Segundo o diário britânico The Guardian, em matéria de 2015, as forças do ERS foram responsáveis por mais de 100 mil mortes e pelo sequestro de 60 mil crianças. Entre as atrocidades cometidas pelo ERS está o sequestro de meninas para a escravidão sexual.

 

4- Frente de Libertação Nacional de Tripura (Índia)

A FLNT surgiu em 1989, com o apoio da Igreja Batista de Tripura, busca a separação da região de Tripura, no nordeste da Índia. Seu manifesto diz que a FLNT procura expandir o reino de deus e de Jesus Cristo na terra, e desde então vem procurado seus objetivos por meio do uso de armas, dizendo em seu manifesto que a população da região de Tripura é marginalizada pelo “imperialismo do Hindustão”.

Em Abril de 2000, o secretário da Igreja Batista de Tripura foi preso com explosivos e confessou que a 2 anos comprava explosivos para a FLNT. No mesmo ano, a FLNT ameaçou ameaçou matar peregrinos hindus que celebravam o festival religioso de Durga Puja.

Pelo menos 20 hindus em Tripura foram mortos pela FLNT em 2 anos por resistir á conversão forçada ao cristianismo.

Acredita-se que, entre 1999 e 2001 , cerca de 5000 aldeões foram forçados a se converter ao cristianismo, algumas vezes incluindo o uso de estupro como meio de intimidação, segundo jornalistas indianos.

 

 

5- Anti-Balaka (República Centro Africana)

Desde 2009, o governo da República Centro Africana, com a justificativa de controlar o banditismo, começou a incentivar a formação de milicias locais.

Em março de 2013 o presidente Françoise Bozizé, da Republica Centro Africana, foi deposto por milicias rebeldes chamadas Seléka (que significa coalizão, em Sangho) da região nordeste do país. Bozizé é cristão, assim como 71% da população do país. O Norte do país tem maioria muçulmana.

A Republica Centro Africana tem seus grupos religiosos divididos geograficamente em norte de maioria muçulmana e sul de maioria cristã. Após a queda de Bozizé, e o desmantelamento do exercito pelo novo governo, membros cristãos desmobilizados do exercito aderiram às milicias locais, que assumiram o nome de anti-balaka, em Sango, uma língua local, derivada de uma mistura de ‘anti-machete’ e ‘anti-AK’ (referindo-se ao rifle AK-47 Kalashnikov ). O nome implica poder sobre machetes e armas.

Como os cristãos da Republica Centro Africana eram sedentarizados e os muçulmanos em sua maioria nômades, houveram disputas pela posse de terras.

Em 2 de Dezembro de 2013, as milicias anti-balaka são suspeitas de matar matar 12 pessoas da etnia fula (crianças incluídas), de maioria muçulmana.

No inicio de 2014, a violência das milicias anti-balaka contra as etnias muçulmanas do norte do pais se intensificaram e várias atrocidades foram cometidas, e decapitações foram registradas em vídeo.

 

6- Operation Rescue (EUA)

A Operation Rescue se descreve em sua própria página como “uma das principais organizações ativistas cristãs pró-vida em atividade no pais”.

Foi fundada em 1986, por Randall Terry, com base no slogan “se aborto é assassinato, aja como seu assassino”. No inicio suas táticas envolviam bloqueios pacíficos a clinicas de aborto e denuncias de médicos e pacientes .

Mas isso não durou muito. Nos anos 1990, pessoas ligadas à Operation Rescue assassinaram os médicos David Gunn, Barnett Slepian e John Britton sob a justificativa de terem recebido ordens divinas.

Apoś a morte de David Gunn, 30 lideres antiaborto lançaram o “defensive action statement” justificando o assassinato pelo fato de que Gunn tinha matado fetos.

 

 

Fontes:

 

McCann, Joseph T.- Terrorism in american soil: A Concise History of Plots and Perpetrators,from The Famous to The Forgotten

 

Army of god:

http://bit.ly/2nhviq7

Igreja de Deus Todo-Poderoso:

http://bit.ly/2nymjgh

http://bbc.in/1nhGLRi

http://lat.ms/1pTlCzQ

Frente de Libertação Nacional de Tripura:

http://bbc.in/2mUkUDF

Exercito de Resistência do Senhor

http://ind.pn/2mUm5mJ

http://bit.ly/2j3XE5L

http://bit.ly/2mlMAyg

Anti-Balaka:

http://bit.ly/2nyudq7

Operation Rescue:

http://wapo.st/1neG46i

 

 

Facebook Comments

Kaique Pimentel

cozinheiro, propagandista, rabisca uns textos de vez em quando....